fbpx
00 34 91 005 42 79 brasil@escuelaelbs.lat
  • Español
  • 0 Item

    A bromatologia é a ciência que estuda a composição dos alimentos. Analisa-os em pormenor para determinar as suas características, nutrientes ou processo de fabrico, entre outros. Conhecia este ramo da nutrição? Para além de determinar as características internas dos alimentos, também estuda aspetos externos como a sua produção, manipulação, conservação e preparação.

    Se é apaixonado pelo mundo da nutrição, não perca a oportunidade de se inscrever no nosso Mestrado em Dietética e Nutrição + Mestrado em Coaching Nutricional. Esta especialização dar-lhe-á os instrumentos para saber que alimentos é feito e como abordar uma dieta equilibrada.

    O que é bromatologia conforme a OMS?

    Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a bromatologia é o estudo das substâncias alimentares. Este campo estuda a composição e propriedades nutricionais de alimentos naturais, processados e adulterados. Este ramo da ciência analisa todos os aspetos que envolvem os alimentos de modo a alcançar um resultado concreto e conciso.

    A informação que um tal estudo pode fornecer é muito importante para o desenvolvimento da nutrição. Graças à bromatologia, é muito mais fácil determinar os possíveis efeitos adversos do consumo de certas substâncias. Também ajuda a determinar a qualidade e a segurança dos alimentos.

    No entanto, difere da nutrição e dietética num elemento chave: não está diretamente relacionado com o consumidor final. É um trabalho de investigação com lugar em laboratórios e pode também ser de aconselhamento e apoio jurídico.

    O que faz um bromatologista?

    Um bromatologista é o profissional encarregado de analisar os alimentos. Ele/ela analisa as matérias-primas dos alimentos, produtos semi-acabados e também produtos acabados. Além disso, ele/ela tem uma vasta gama de conhecimentos sobre tudo o que envolve a composição dos alimentos. Não só isso, mas também compreende como os alimentos podem ser armazenados e preservados para garantir a sua qualidade e segurança.

    O profissional deste ramo da ciência não só estuda com base no efeito que pode ter sobre o consumidor, mas também procura aspetos dos alimentos que estão para além do conhecimento geral e podem ser cruciais para evitar grandes problemas de saúde.

    Funções da bromatologia

    Uma das funções da bromatologia é descobrir a origem de um problema de saúde que pode ser potencialmente encontrado na ingestão de um alimento. É também responsável pela verificação da segurança dos conservantes e corantes, bem como de outros tipos de aditivos tradicionalmente adicionados aos alimentos.

    Embora o quadro legal sobre estes aspetos seja geralmente muito claro, houve muitas ocasiões em que um estudo bromatológico trouxe à luz defeitos na produção de alimentos que tiveram posteriormente de ser retirados do mercado.

    A rastreabilidade alimentar é outra área em que entra em jogo o trabalho do bromatologista. O profissional está encarregado de estudar e analisar todo o percurso que um alimento percorre desde o seu ponto de origem até ao seu destino, e de determinar em que circunstâncias o faz.

    Este processo chave no processamento de alimentos deve ser devidamente controlado. Quando um erro ocorre e os defeitos são produzidos num alimento, pode ser detetado em que ponto da cadeia de produção o defeito ocorreu e a produção pode ser interrompida.

    Objetivo da bromatologia

    O objetivo final da bromatologia é realizar uma análise detalhada da composição dos alimentos, a fim de garantir a sua qualidade e a segurança de quem os consome. Além disso, também encontra novas formas de as tornar mais seguras e seguras, bem como a melhor forma de as armazenar e preservar.

    O objetivo final de um bromatologista é assegurar que o produto alimentar é da mais alta qualidade. Este trabalho tem uma série de benefícios para os consumidores e para a sociedade em geral.

    Vantagens da bromatologia

    O estudo da ciência dos alimentos pode trazer uma vasta gama de benefícios. Como diz a famosa frase: “nós somos o que comemos”. É por isso que comer alimentos de má qualidade pode trazer consigo uma série de problemas de saúde, enquanto se concentrar em comer alimentos saudáveis, pelo contrário, pode melhorar a nossa condição.

    Assim, os três principais benefícios de estudar a composição dos alimentos são:

    Melhorar a qualidade dos alimentos

    Ao compreender melhor como os alimentos são feitos e todos os processos envolvidos, podem também ser detetadas potenciais falhas. Uma vez identificados os pontos fracos no processo de fabrico, podemos começar a trabalhar para os melhorar.

    Melhorar a saúde pública

    A redução de produtos químicos e o consumo responsável de alimentos ajuda a melhorar a saúde pública. A sensibilização do público para os benefícios ou inconvenientes de certos tipos de alimentos ajuda a orientá-lo em questões de saúde. Esta decisão leva a uma redução da taxa de obesidade e excesso de peso, doenças cardiovasculares e patologias relacionadas com uma má ingestão alimentar

    Maior consciência do que é consumido

    Sabendo que é composta a nossa alimentação diária, podemos tomar as decisões corretas sobre o que comemos. Neste sentido, ajudar-nos-á a escolher opções mais saudáveis e seremos capazes de saber com certeza o que vai para o nosso corpo.

    Diferença entre um bromatologista e um técnico de qualidade alimentar

    Embora sejam dois profissionais cujo trabalho é muito semelhante, existem grandes diferenças entre a bromatologia e o controlo da qualidade alimentar.

    Por um lado, o técnico de qualidade alimentar é responsável pela supervisão das operações relacionadas com a embalagem e o acondicionamento de um produto. Supervisiona as condições de rotulagem, segurança e qualidade de um alimento. É também responsável pela logística de planeamento numa empresa dedicada ao sector alimentar.

    O bromatologista, por outro lado, não desempenha nenhuma destas funções. Como explicado acima, o bromatologista dedica-se única e exclusivamente ao estudo dos próprios alimentos, em vez de garantir a sua segurança e qualidade.

    Em resumo: o bromatologista é responsável pelo estudo e avaliação dos alimentos, e o técnico de qualidade alimentar é responsável pela sua preparação de acordo com os protocolos apropriados.